Irineu 2019

José Irineu Nenevê - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.">O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. - é autor do livro “Bom Dia e Bom Trabalho - Sabedoria para todos os dias”, Editora Vozes.

Links:
twitter: http://twitter.com/irineuneneve
Facebook: HTTPS://www.facebook.com/bomdiaebomtrabalho
Para comentar acesse o blog: https://bomdiaebomtrabalho.wordpress.com/
Leia o Livro: BOM DIA E BOM TRABALHO, sabedoria para todos os dias. Ed VOZES.

José Irineu Nenevê
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Curitiba-PR

23 de janeiro de 2019
Grilhões de ouro são muito piores do que grilhões de ferro” (Mahatma Gandhi, advogado, político e pensador hindu, 1869-1948).
A ambição causa cegueira. A palavra “grilhão” designa uma corrente grossa de ferro ou outro, metal utilizado em diversos fins. O mais conhecido era para limitar os movimentos de um prisioneiro. Neste caso os “grilhões” geralmente são de ferro. Um prisioneiro, além de perder sua liberdade, fica sujeito aos desígnios de seu algoz. Existem também grilhões de ouro cujo algoz é a ambição. Estes nascem no coração da pessoa. Nunca se sacia, sempre quer mais. Quer brilhar a todo custo, por isso busca destaque no que veste, nos perfumes, nos lugares que frequenta, na seleção de amigos, etc. Sem perceber, ficou cego por sua ambição e prisioneiro de grilhões de ouro. Perdeu sua liberdade. As belezas da natureza passam despercebidas, pois sua visão está fixa na ostentação. Pode até se deliciar de muitas coisas, mas, seu coração está vazio de amor. Só o tempo para mostrar que ficou tão pobre que só tinha “ouro”. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve). Bom Dia! (23 anos)
- - -
22 de janeiro de 2019
Se os homens conhecessem a importância espiritual da dor, todos gostariam de ser crucificados” (São Pio de Pietrelcina, frade franciscano capuchinho italiano, 1887-1968)
O amor a Deus marcou a vida de Padre Pio. Ele recebeu de Cristo os estigmas da crucificação em seu corpo. Sofria muitas dores, mas dedicou sua vida em aliviar a dor da alma das pessoas pelo sacramento da confissão e a dor do corpo com construção de um hospital, “Casa Alívio do Sofrimento”. Mas, o que pouca gente sabe é o que ele comentou com o Doutor Frisotti: “Todos vêm aqui pedindo para eliminar a cruz, ninguém para aprender a carregá-la”. O médico também comentou: “Aquilo que trazia amargura à sua alma era a pouca compreensão do mistério da dor por parte da multidão de peregrinos que todo dia invocava ajuda, cura, conforto para os seus sofrimentos físicos e morais (from "Padre Pio: O mistério do Deus próximo" by Saverio Gaeta). Este fato nos faz refletir como encaramos a dor em nossa vida, pois o Livro dos Provérbios (17, 3) nos ensina que os metais preciosos como o ouro e a prata são purificados pelo fogo. No mesmo livro de Gaeta encontramos uma oração composta pessoalmente pelo Papa São João Paulo II: “Ensina-nos a humildade de coração para sermos contados entre os pequenos do Evangelho, aos quais o Pai prometeu revelar os mistérios do seu Reino. Concede-nos um olhar de fé capaz de reconhecer prontamente nos pobres e nos sofredores o rosto de Jesus. Ajuda-nos na hora do combate e da provação e, se cairmos, faze que experimentemos a alegria do sacramento do perdão. Transmite-nos a terna devoção a Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe. Acompanha-nos na peregrinação terrena rumo à Pátria celeste, onde esperamos chegar também nós para contemplar por toda a eternidade a glória do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!”.  Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve). Bom Dia! (23 anos)
- - -
21 de janeiro de 2019
Ninguém põe um remendo de pano novo numa roupa velha, porque o remendo novo repuxa o pano velho e o rasgão fica maior ainda” (Evangelho de Marcos 2, 21)
Para uma vida nova, comportamento novo. Nos dias de hoje, poucos ainda remendam suas roupas quando estas rasgam; a maioria joga fora e compra outra nova. Remendar é consertar. Para dar certo um remendo em um tecido é preciso que ambos sejam equivalentes em cor, textura e idade. O contexto desta frase de Jesus foi uma resposta que Ele deu aos que criticavam seu modo de vida em relação aos antigos preceitos religiosos, ou seja, Ele veio mostrar que para se aproximar de Deus é preciso um coração novo que ame a Deus e não ficar repetindo ritos antigos se estes não fazem sentido ao coração. Por exemplo, muitos jejuavam para cumprir o “preceito”, mas isso não mudava seu modo de vida. Jesus, porém, ensina: “Tu, porém, quando jejuares, unge tua cabeça e lava o rosto. Pois, assim, não parecerá aos outros que jejuas; e, sim, ao teu Pai em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará” (Mt 6,17-18). Assim deve ser a nossa oração e a nossa vida, uma resposta de amor a Deus que tanto nos ama. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve). Bom Dia! (23 anos)

- - -
11 de janeiro de 2019
Se alguém quiser vir comigo, renuncie a si mesmo, tome sua cruz e siga-Me” (Jesus em Mateus 16, 24).
A cruz carregada com amor é mais leve. A palavra “cruz” lembra um instrumento de tortura composto de dois troncos de madeira perpendiculares entre si, que era fixado no solo e sobre o qual era pendurado um sentenciado à morte. Mesmo antes de Cristo, muitas pessoas foram crucificadas pelos romanos para ficarem expostos e assim servir de alerta aos desordeiros. Era vergonhoso para a família ter um de seus membros condenado à morte desta forma. Jesus foi condenado à morte de cruz, mas ressuscitou. Então, a cruz ganha novo sentido. Passa a representar os sofrimentos que passamos e que encarados com amor, nos purificam. Voluntariamente assumir a cruz é uma opção (“se alguém quiser vir comigo”), ela exige renúncia ao prazer e conforto, para assumir a condição de discípulo que ama Jesus acima de qualquer coisa deste mundo. São Francisco de Assis amou tanto Jesus crucificado por nosso amor, que assumiu a pobreza em sua vida, ficando literalmente na dependência da providência divina. Nossa tendência é pedir muitas coisas em oração para nos livrar dos sofrimentos, mas penso que a cruz traz consigo uma nova visão do sofrimento, ou seja, ela é como alavanca para alcançar as coisas de Deus. Seguir Jesus é amar em todas as dimensões, sem desprezar a própria cruz. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve) Bom Dia! (23 anos)
- - -

10 de janeiro de 2019
A concórdia faz crescer coisas pequenas, a discórdia arruína as grandes” (Caius Sallustius Crispus. Historiador latino. 83 AC-35 AC.)
A palavra concórdia lembra paz. Onde há paz, há harmonia e concordância. Um respeita a opinião do outro. Quando alguém discorda, demonstra com argumentos sólidos aonde há falhas para que haja melhoria, sempre em um ambiente pacífico. O que era frágil ganha força. O que se opõe à concórdia é a discórdia, ou seja, a falta de paz, onde não há acordo, só cizânia, desavença e briga. Em um ambiente de paz, tudo tende a dar certo porque um ajuda o outro. Onde há discórdia, o ódio semeia desavença, nascem fofocas, mentiras, etc. Procure semear a paz em todos os ambientes para que o mundo conheça a verdadeira alegria. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve). Bom Dia! (23 anos)
- - -
9 de janeiro de 2019
Coragem; sou eu! Não tenhais medo!” (Jesus, em Marcos 6, 50).
A palavra “coragem” traz a ideia de ânimo diante do perigo, dos reveses da vida ou nos sofrimentos. Mas, para isso precisa de um grande equilíbrio emocional. Quem dá este equilíbrio é a confiança em sua capacidade e a segurança de saber que se Jesus está ao nosso lado, nada temos que temer. Foi o caso da citação deste versículo. Jesus estava no monte orando e quando desceu, viu os discípulos enfrentando uma tempestade no mar e foi até eles andando sobre as águas. Mesmo sendo homens pescadores, cheios de bravura, e acostumados com as intempéries da natureza, ficaram apavorados porque nunca viram alguém andando sobre as águas, pensaram logo em fantasma, pois essa situação fugia da sua realidade. Jesus se apresenta e os acalma: “coragem; sou eu”. O mesmo Ele nos diz agora, “não tenhais medo”. Mesmo diante do impossível, a coragem e a fé em Jesus permitem realizar coisas que fogem da nossa capacidade de entender.  Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve). Bom Dia! (23 anos)
- - -
8 de janeiro de 2019
O sofrimento não depende tanto do que se padece quanto de nossa imaginação que aumenta seus efeitos” (François de Salignac de la Mothe, ou “FÉNELON”, escritor, clérigo e teólogo francês, 1651-1715).
Tua maneira de pensar responde positiva ou negativamente ao que está acontecendo contigo. Temos a tendência de dramatizar muito aquilo que acontece conosco para despertar a piedade. Suponhamos que você está pronto para um evento qualquer e algo acontece que suja sua roupa. Parece um fim de mundo. Se você está só, pode se irritar por alguns instantes, mas, vai tratar logo de minimizar seus efeitos. Mas se tiver “plateia”, vai gritar gesticular etc. e por fim, tratar de consertar o estrago. Perdeu tempo. Releve o acontecido e saia sorrindo; isso fará bem para sua alma. O mesmo acontece em caso de males físicos. Se estivermos padecendo de algo, temos que colocar todo o nosso organismo para cooperar para cura, sem dramatizar seus efeitos. Reagir de maneira positiva, auxiliando a quem se dispõe a ajudar, acreditando em sua capacidade de recuperação, sem se abater por uma dor momentânea. Muitas vezes algo pequeno se transforma em gigantesco só por nossa maneira de pensar a respeito. Quando alguém se fere em lugar sem recurso, vai ter que improvisar para se recuperar, caso contrário irá definhar. Isso vale para tudo na vida. Somos mais capazes do que imaginamos quando nos dispomos a agir. Emoções positivas são nossas parceiras do bem em todos os momentos da vida. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve). Bom Dia! (23 anos)
- - -

7 de janeiro de 2019
Aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam” (Isaías 40, 31).
“De bons propósitos o inferno está cheio” (dito popular). Sempre que temos bons propósitos aparecem tantas coisas para atrapalhar. Por isso, temos que diferenciar propósitos de realizações. Para que nossos propósitos tenham mais chance de se tornarem realizações, temos que chamar Deus para ser nosso parceiro. Com sua palavra aquecendo nossos corações, as trevas das dúvidas vão se dissipando e a obra vai tomando vulto. Ao final de cada dia, agradecer em oração; no começo de cada dia, oferecer nossa disposição e confiar no Senhor. Poderemos ter dias difíceis, mas com perseverança os obstáculos serão superados. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve). Bom Dia! (23 anos)

28 de dezembro de 2018
O que não estava no meu plano, estava no plano de Deus. E quanto mais algo vier ao meu encontro, tanto mais viva se torna em mim a convicção da fé de que - visto à luz de Deus - nada me acontece por acaso” (Edith Theresa Hedwing Stein, ou “Santa Edith Stein”, ou Santa Teresa Benedita da Cruz, religiosa carmelita, filósofa e teóloga alemã, doutora em filosofia, de origem judaica, nasceu na Polônia em 1891 e morreu mártir no campo de concentração de Auschwitz, em 1942).
Nada é por acaso. A vida de Edith foi uma busca pela verdade. Enfrentou muitos preconceitos por ser mulher, judia, por sua conversão ao cristianismo e por ter se destacado nos estudos. Deixou um legado precioso em seus escritos. Ela nos ensina que não bastam os estudos, temos que encontrar a resposta através da oração. Nos momentos difíceis, onde tudo parecer escuro para nós, aí devemos abrir o nosso coração para a luz que vem do alto. Só Deus conhece em profundidade o íntimo de nosso ser e quer nos ajudar. Temos que abrir a porta de nosso coração para que Ele possa entrar com sua luz. Toda manhã é um recomeço para nossa fé. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve). Bom Dia! (22 anos)

Free business joomla templates